segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

CDP de Apodi realiza confraternização de fim de ano para mais de 30 detentos


Cerca de 30 detentos do Centro de Detenção Provisória (CDP) de Apodi, participaram na tarde de domingo da 4ª Edição do “Natal da Liberdade”, realizado pela Comunidade Evangélica Apodiense (COEVAP), em parceria com a direção do estabelecimento penitenciário e com o apoio da 2ª Companhia de Policia Militar de Apodi.

A confraternização de fim ano dos apenados do Centro de Detenção Provisória de Apodi, contou com a participação de pastores de varias igrejas da cidade e apresentações dos cantores evangélicos, Wantuil Carneiro (cumpre pena na unidade), Suelem Simey e Lea Costa, onde fizerem belas apresentações.

A segurança do evento fora feita por policiais do Grupo Tático Operacional (GTO), Radio Patrulha e Agentes Penitenciários lotados na unidade.

De acordo com o diretor do CDP/Apodi, agente penitenciário, Márcio Morais, o "Natal da Liberdade", tem o objetivo de ajudar na ressocialização dos detentos dos regimes fechado e semi-aberto, proporcionando uma maior integração com a sociedade.

Cada detento teve o direito de convidar dois familiares para participar da confraternização. Na ocasião, os apenados e seus familiares puderam ouvir a palavra de Deus através do culto e apresentações gospel realizados durante o evento. Ainda foram oferecidos aos detentos, lanche e camiseta com mensagem de fé, doado pela Comunidade Evangélica Apodiense.

O diretor do CDP/Apodi, Márcio Morais, ressaltou ainda que os trabalhos de evangelização na unidade continuem durante toda a semana, sendo ministrados por várias igrejas evangélicas de Apodi. “Vamos convidar outras igrejas para realizar o trabalho evangélico junto aos apenados para fortalecer o trabalho que tem sido muito importante na ressocialização dos apenados”, comentou Marcio Morais.

Todo o trabalho evangelístico do “Natal da Liberdade” fora feito pelo pastor Wellington, líder da igreja Batista de Apodi.

O Centro de Detenção Provisória de Apodi é um dos mais organizados do Sistema Penitenciário do Rio Grande do Norte. São quase quatro anos de existência e nem uma fuga fora registrada.

“Os presos com mau comportamento que oferece problemas, logo são transferidos para outras unidades, recentemente ocorreu uma tentativa de fuga, mas os três presos envolvidos foram transferidos, para ficar custodiado em nosso CDP que ter bom comportamento e disciplina”, comentou o diretor Marcio Morais.

Por Márcio Morais 
Jornal O vale do Apodi

Nenhum comentário: