sexta-feira, 10 de janeiro de 2014

Rogério deixa Secretaria após implantar Pró-Sertão, Mais RN e Parque Tecnológico


O Diário Oficial do Estado desta sexta-feira (10) publica a exoneração do, agora, ex-secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Rogério Marinho (PSDB), após pouco mais de um ano no cargo.

Rogério deixa a função para se dedicar a pré-candidatura de deputado federal nas próximas eleições, cargo que ocupou durante os anos de 2007 a 2012. Além disso, também terá disponibilidade para cumprir os deveres como vice-presidente executivo do ABC Futebol Clube.

“É o fim de um ciclo dentro do nosso planejamento. Definimos alguns objetivos quando assumimos a Secretaria e deixamos um trabalho realizado, que só foi possível graças ao apoio decisivo do grupo de servidores da Sedec, ao nosso adjunto Sílvio Torquato, as nossas empresas coligadas AGN e Potigás, ao secretariado na pessoa de Obery Rodrigues, a governadora do Estado, BNB e Banco do Brasil, a Fiern, Sebrae, Faern, Fecomércio, Fetronor e sindicatos patronais, além da bancada federal, nas pessoas de Henrique Alves, do ministro Garibaldi Filho, José Agripino, João Maia, Felipe Maia e outros”, disse.

Segundo Rogério, todos “foram extremamente importantes para que o governo, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, alcançasse essas metas em 2013, inclusive agora, quando foram concluídas as tratativas em torno deste que será o maior projeto de infraestrutura do RN, o novo porto do Estado”.

Além de atingir o objetivo de começar a tirar do papel o novo terminal portuário, o líder do PSDB potiguar aponta outras quatro grandes conquistas durante sua gestão. Entre outros projetos, destaca a implantação do Programa de Industrialização do RN - o Pró-Sertão -, o Mais RN, o fortalecimento do Estado junto aos investimentos de energia eólica e o projeto do Parque Tecnológico, incluído dentro do RN Sustentável.

PRÓ-SERTÃO
O Pró-Sertão, voltado para a atração de empresas de confecções para o interior do Estado, fechou o ano passado com 12 facções em funcionamento e cerca de 400 empregos gerados. Os produtos são vendidos para as empresas parceiras do programa, como a Guararapes. A meta é implantar 360 fábricas até 2018. Hoje, já há 120 municípios e outras 180 empresas cadastradas para aderir ao projeto.

MAIS RN
O MAIS RN é uma ação de planejamento estratégico, coordenada conjuntamente pelo Governo do Estado e a iniciativa privada, com a participação direta de empresas, capitaneadas pela FIERN. O objetivo é construir um plano de negócios, mostrando os principais potenciais econômicos do RN.

ENERGIA EÓLICA
A questão da energia renovável exigiu um esforço redobrado da Secretaria de Desenvolvimento Econômico em 2013. Rogério articulou junto ao governo federal, por meio do Ministério das Minas e Energia, uma solução para a vulnerabilidade histórica do sistema de transmissão no RN. No final do ano passado, o órgão anunciou o interesse em antecipar a licitação das linhas para este primeiro trimestre, fato fundamental para fazer o Estado voltar a brilhar nos leilões eólicos.
Atualmente, o RN tem em torno de R$ 15 bilhões de investimento assegurado para o setor eólico e até 2018 atingirá praticamente 130 parques em operação. No exercício do cargo, o então secretário também trouxe para o RN os primeiros grupos interessados em investir na exploração da energia solar.

PARQUE TECNOLÓGICO
A implantação do 1º Parque Tecnológico do Rio Grande do Norte contribuirá para estimular o dinamismo socioeconômico, ampliando os serviços e o acesso às oportunidades de ocupação e renda e ao aumento da competitividade dos setores produtivos do Estado. O projeto foi incluído dentro do RN Sustentável, e tem recursos assegurados por meio do Banco Mundial.

OUTRAS INICIATIVAS
Também foi durante o ano de 2013 que a Sedec captou 15 novos projetos e protocolos de intenção pleiteando a concessão do incentivo fiscal relativo ao Proadi. Somados aos processos já em andamento, são 37 propostas que atingem cifras de R$ 575 milhões em investimentos, com geração de 2,8 mil empregos diretos. O programa representa um investimento do Estado da ordem de R$ 24 milhões/mês.

A Secretaria ainda recepcionou seis projetos de empresas importadoras interessadas na concessão do incentivo do Plano de Apoio às Importações através da infraestrutura portuária e aeroportuária do Estado - IMPORT/RN (Lei 9.592/11). Estes projetos em andamento devem gerar incremento de R$ 100 milhões/ano em importações e geração de 300 empregos diretos.

Rogério ainda articulou, entre outras, a implantação de uma empresa de Call Center na cidade de Mossoró, quando contou com a parceria da Prefeitura do município e da Secretaria Estadual de Tributação. O negócio já está em funcionamento e a expectativa é que produza 1,5 mil empregos no decorrer dos próximos meses. Outra importante iniciativa foi voltada para a abertura do Pólo Industrial de Goianinha e do Distrito Industrial de Monte Alegre, em fase de implantação.

Assessoria de Comunicação

Nenhum comentário: