sábado, 2 de agosto de 2014

Por Vandilson Targino: Na administração de Flaviano permanece tudo travado pro lado do Distrito de Soledade

Deste o início da gestão do Senhor Flaviano Monteiro, o que se vê não é a continuidade prometida, mas a descontinuidade. As palavras de ordem da administração para “justificar” tanta inércia é obra travada recursos foram retidos, supostamente para que a Prefeitura pudesse "conhecer" – tomar pé da situação obras paralisadas, a pretexto de se investigar supostas irregularidades que acabam não se confirmando ou não se divulga à população; o que se esperava que fosse resolvido em dois ou três meses, já se vão 19 meses sem nenhuma previsão de solução, aliás previsão é outra palavra que ninguém aguenta mais.

Para diversos problemas, há sempre a mesma explicação oficial. Mas essas explicações, já não convencem - mesmo porque não há lei que determine que convênios e contratos firmados pela administração passada precisem ser interrompidos, para que se possa reavaliá-los ou analisar possíveis irregularidades. A priori, todas as obras paralisadas, de forma traumática, poderiam ter seguido sem a paralisação, especialmente as obras relacionadas aos serviços de atenção básica que são indispensáveis, como no caso da UBS de Soledade.

É incompreensível, por exemplo, a administração municipal conseguir projetar, viabilizar, licitar, contratar e executar obras de duas Unidades Básicas de Saúde do seu governo e não conseguir “destravar” os recursos ou contratos que impedem a finalização de outras obras do governo anterior.

São providências de caráter meramente burocrático, onde prevalece a percepção de que a transição de governo não foi suficiente para impedir que surgissem lacunas inexplicáveis. No meio de tudo isso fica a população prejudicada, privada de ter melhor acesso a serviços de qualidade por pura pirraça politiqueira injustificada.

Agora é chegada mais uma campanha eleitoral e talvez com ela novas promessas de que essa ou aquela obra até então “travada” finalmente possa como que num - passe de mágica – ter a sua solução anunciada e mais uma vez postergada.

Por: Vandilson Targino.

Nenhum comentário: