quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

Professores são surpreendidos com aumento salarial em Jornada pedagógica de Itaú com 13,1%


Para muitos, ou a maioria dos educadores o dia hoje (terça-feira, 24) seria tenso, isso porque os mesmos lutavam junto ao Poder Público Municipal o aumento do
Piso Salarial dos Professores. Porém a administração municipal já havia traçado metas que pegou a todos de surpresa.

A pauta da Jornada Pedagógica iniciou-se com a apresentação do Secretário de Administração e finanças do quadro de professores do município de Itaú-RN, onde de acordo com os dados apresentados pelo secretário, o município complementa quase o dobro do valor repassado pelo Governo Federal, para poder pagar a folha de pagamento dos profissionais da Educação Municipal.

De acordo com Marcos Morais, essa complementação anual somaria mais de 1 milhão de reais, onde essa complementação de recursos, daria para suprir outras necessidades municipal, ou melhor a própria educação de Itaú.

O secretário seguiu a apresentação do orçamento com propostas para o aumento salarial dos professores da rede municipal, abrindo espaço para debater sobre alguma dúvida em relação as apresentações ou desacordos com o que foi apresentado.

O Prefeito Ciro Bezerra iniciou seu discurso parabenizando os professores pelos resultados apresentados no primeiro encontro da Jornada Pedagógica, dizendo que está com um quadro difícil, uma realidade nua crua, sem nenhuma maquiagem ou inverdade, onde o município vive um drama mensal de pagamento da folha de servidores, não porque quer, mas porque o município não tem recursos suficientes, dizendo que seu desejo era estar bem em poder cumprir todos os compromissos com os servidores, destacando a importância da educação, dizendo que só através da educação é que as crianças, jovens e adolescentes podem sair da criminalidade, dizendo que a sociedade; os pais; transferiram as responsabilidades para os professores e escolas, dificultando a aprendizagem.

Ciro agradeceu a compreensão do sindicato em entender a situação financeira do município, relembrando a cobrança da categoria em época de campanha, apesar de falar sobre as dificuldades. A atual crise financeira tem sido o principal ponto de destaque dos discursos do prefeito, que se o município já é prejudicado sem crise, imaginemos com essa crise que assola o país. Dizendo que começou 2015 com uma responsabilidade muito grande, com um aumento de 13,1% na folha de pagamento dos profissionais da educação. E a arrecadação municipal vem caindo mês a mês, entretanto enquanto os meses de janeiro e fevereiro a arrecadação é melhor, o mês de março trás grande preocupação, onde a boa notícia era que todos os funcionários receberiam o seu pagamento em dia até a próxima sexta-feira 27 com o aumento de 13,1%.

O Prefeito se sentiu honrado em poder cumprir com o aumento do piso em 7%, que mesmo com as dificuldades conseguiu fazer algumas manobras para manter o aumento prometido aos servidores, no entanto está se esforçando ao máximo para cumprir todos os compromissos firmados. Encerrando suas palavras o administrador municipal citou como pedido as propostas apresentadas pelos próprios educadores, que se dedicassem com amor no acolhimento e na aprendizagem dos alunos. Com isso o Prefeito Ciro Bezerra decidiu dar o aumento de 13,1% prometido, arrancando aplausos dos educadores. Porem pediu o comprometimento de todos pela educação, fazendo valer a Lei de Diretrizes e Bases da Educação, cumprindo seu papel de educador.

A Secretária de Educação voltou a tocar no assunto do cumprimento da hora/aula, que a partir de então, de acordo com Ciro, para se cumprir o aumento salarial, será preciso o cumprimento da carga horária de 24 hora/aula. A Secretária apresentou as cobranças não apenas para aqueles que estão na sala de aula, mas principalmente para aqueles que compõem as secretarias das escolas, dizendo que aqueles que não desenvolverem projetos que ajudem na aprendizagem dos alunos, serão substituídos, porque a partir de então todos terão que fazer valer o aumento salarial.

A vice-presidente do Sindsertris, Alexandra parabenizou o gestor pelo aumento, pois foram pegos de surpresa, que estavam ali para uma luta e que não foi necessária. Pois ao se reunir com o prefeito o sindicato havia dado propostas de 8, 10 e até 11%, todas negadas pelo administrador devido a crise, sendo surpreendidos com os 13,1% na manhã deste terça-feira. Alexandra aproveitou a oportunidade para pedir ao administrador, um maior comprometimento com a previdência.

Após o coffee break os educadores voltaram com a Mesa redonda: Refletindo, planejando e construindo uma educação de qualidade para a população itauense. Com a participação das Debatedoras: Mirianete Brasil e Josivânia Ferreira, com encerramento às 12h para o Ensino Fundamental. Já os educadores da Educação Infantil realizaram a mesa redonda durante todo o dia, ministrado pela professora Pedagoga, Psicopedagoga Formadora de Professores da Educação Infantil e Seres Iniciais Iara Canudo.
Fonte: Blog Cidade News 

Nenhum comentário: