sábado, 30 de julho de 2016

Flaviano coleciona promessas não cumpridas em todas as áreas do governo

 (Arquivo / Campanha de 2012)
O prefeito Flaviano Monteiro (PCdoB), que foi eleito em 2012 com o compromisso de avançar o município de Apodi 40 anos em 4, coleciona uma série de promessas não cumpridas em todas as áreas da sua gestão.

São ações prometidas durante a campanha passada e que tiveram papel importante na decisão do voto de muitos eleitores. Entretanto, por não torná-las realidade, o prefeito adquiriu um alto índice de rejeição.

Uma das promessas não cumpridas que mais atingiu Flaviano, negativamente, foi o programa Transformação, que concedia transporte gratuito para Mossoró e Caraúbas aos universitários. O programa não resistiu ao segundo ano e o estudantes passaram a bancar os veículos por conta própria.
(Arquivo / Prefeitura de Apodi)


O prefeito também mantém uma dívida com as mais de 200 famílias residentes em casas de taipa. A erradicação desse tipo de moradia foi um ponto defendido pelo gestor na época da campanha. Depois de eleito, nada foi feito sobre o assunto.

A solução dos problemas de esgotos na Baixa do CAIC, revitalização da feira livre, ampliação e reforma do açougue público, implantação do polo industrial, entre outros, são algumas das promessas que a população aguarda serem cumpridas e que, infelizmente, não serão. Pelo menos esse ano.


Devido a isso, a gestão do prefeito Flaviano Monteiro é vista como ruim ou péssima por muitos apodienses. Como diz aquele velho ditado: promessa é dívida!

 
 
Por Josemário Alves

Nenhum comentário: